domingo, 27 de novembro de 2016

Banned from TV (1998)


Banned from television (conhecido também como Banned from TV) é um documentário divididos em três volumes, lançados em 1998. O documentário mostra dezenas de filmagens chocantes envolvendo a morte, acidentes automobilísticos, gravações amadoras, flagrantes de violência capturadas por câmeras de viaturas policiais, acidentes fatais, erotismo e outras imagens reais que chocaram o mundo. Tudo isso, narrado (em inglês) pelo próprio produtor que segundo a Wikipédia, se chama Joe Francis.


Vários vídeos são mostrado ao longo deste documentário, com direito a slow motion para repetir os momentos críticos das cenas. Vemos um vídeo gravado pelos circuitos internos de um estabelecimento comercial, onde um homem é assalto e baleado. Logo, uma série de acidentes de carros são mostrados, onde os motoristas escapam ilesos da morte súbita. Na Argentina durante as filmagens de um filme com cenas de perseguição, um dublê acaba perdendo o controle do carro e atropela o cameraman. Em Nova Orleans e em outras partes do mundo, o documentário mostra mulheres em festivais carnavalesco e em praias públicas exibindo os seios ou dançando completamente sem roupas em performances eróticas. Na cidade do México, um homem está usando uma mulher como escudo humano, mas logo é abatido por um policial que acerta um tiro em seu crânio. No Brasil, um homem enlouquecido ameaça tirar a vida de um bebê com uma faca, mas um tiro certeiro de um dos policiais, acaba tirando a vida do sujeito e a criança sobrevive sem nenhum ferimento. Vários acidentes de aviões são mostrados, assim com alguns quedas de balões aéreos. Em uma tradicional tourada na Espanha, várias pessoas acabam ficando feridas e uma mulher é brutalmente morta pelo touro. Novamente no Brasil, um incêndio no edifício Joelma (1 de fevereiro de 1974, são paulo) matou várias pessoas carbonizadas e uma das vítimas morre ao saltar do prédio. Em outras partes do mundo, o documentário mostra execuções de acusados de estupro e pedofilia. Na Coreia do Sul, vemos um protesto em uma construção, onde os manifestantes atiram bombas nos operários. Em um outro lugar, um elefante foge de um circo causando pânico nas ruas e só é detido após ser executado a tiro de armas de grosso calibre. Isso não é nem um terço do material disponível nos três volumes da coleção, são dezenas de vídeos de acontecimentos que abalaram o mundo na década de 90 e outras coisas nem tão populares assim. O filme acabou sendo banido no Reino Unido pela BBFC.


O filme começa sem nenhuma introdução, sem sequer mostrar o título do documentário. Depois de navegar bastante na internet, acabei percebendo que todas as cópias dele são iguais e que nenhum minuto estava faltando. Também não existe um encerramento para ele para expor pelo menos, o nome do produtor e responsável pela edição. Esse tipo de detalhes podem não ser muito importantes para alguns, mas para um curioso como eu que costuma explorar o restante da filmografia de cada diretor, isso acaba fazendo uma falta enorme! Em BANNED FROM TV não existe nenhuma legendas, mas você não vai precisar delas para entender o que se passa em cena. Tudo o que esse documentário pretende mostrar é o mundo real e cruel onde vivemos e o que o ser humano é capaz de fazer com o da sua própria espécie. Esse documentário tem um significativo valor histórico e jornalístico, mas como Shockumentary ele decepciona bastante. Fãs de shockumentary concordaram comigo quando perceberem que o material aqui não é tão explícito (como é divulgado) e até mesmo, poderia passar na TV nos dias atuais sem "nenhum problema", como aquele famoso sequestro que deu origem ao filme Última parada 174 ou dezenas de outros casos que surgem todos os dias ao redor do mundo.

Um comentário:

  1. Odeio snuff films. Pra mim é uma apologia a violência, agora na ficção vale TUDO.

    ResponderExcluir

Qualquer tipo de comentário é bem-vindo, desde que tenha alguma relação com o texto. Por favor, informe links quebrados!

This site does not store any files on its server. We only index and link to content provided by other sites.