terça-feira, 18 de outubro de 2016

Spaceship Terror (2011)


SPACESHIP TERROR é um filme slasher dirigido por Harry Tchinky. O longa se passa em um futuro distante, onde seis cientistas desaventurados, são brutalmente assassinados por um serial killer dentro de uma gigantesca nave espacial chamada "TERROR".

Esse filme não tem nenhuma legendas (mas um Goremaníaco de verdade, não vai se importar muito com isso). Diferente do gênero suspense, filmes de terror não tem diálogos muito relevantes para o entendimento da trama. Basta simplesmente, observar o que se passa em cena, pois as imagem falam por si só. Claro que nem todos seguem essa regra, alguns são bem complicados até mesmo na versão dublada! No caso de Spaceship Terror, isso é mamão com açúcar.  ;)


Um grupo de seis cientistas a bordo de uma nave espacial, decidem fazer uma aterrissagem forçada, devido uma falha no sistema. Com o sucesso da aterrissagem, a tripulação (formada por um homem e cinco mulheres), saem para procurar ajuda e acabam descobrindo uma misteriosa espaçonave que acabará de pousar nas proximidades. Sem ter outra opção, eles entram na espaçonave com o nome "TERROR" escrito em vermelho na borda. mal sabe eles o trágico destino que os espera. 

Eu sei que parece loucura, que tipo de pessoa seria capaz de entrar em um lugar esquisito chamado "TERROR"? Mesmo se fosse por questão de sobrevivência, ainda sim seria burrice, mas esse é justamente o tipo de coisa que acontece com frequência em filmes de terror. É preciso que as personagens tome uma decisão errada para desencadear um massacre ou algo do gênero, pois sem isso, não haveria filme né?


Dentro da nave, eles encontram uma garota chamada Chris (Emma Lee Nguyen) que nos conta todos os perigos do lugar. Não demora muito para que o único homem da trama seja assassinado, nos deixando somente com um time feminino no elenco. Quando isso acontece, somos apresentados a um psicopata terrível chamado Capitão Terror. Ele matou todos os amigos de Chris e está decido fazer o mesmo com as cientistas propondo para elas, um game de sobrevivência ou morte. Para começar, ele aumenta a temperatura da nave, forçando as garotas a tirarem seus trajes espaciais e ficarem só com as roupas de baixo (nada tão extravagante como nos filmes de Bill Zebub, mas, é sexy do mesmo jeito!). A única forma de sair com vida deste jogo infernal, é através de uma porta trancada por uma senha de cinco números. Cada um dos códigos da porta é liberado após a morte de uma pessoa, ou seja, das seis garotas existente na nave, apenas uma ira sair com vida. Esse código das cinco vítimas e cinco números, lembra e muito a charada do arco-íris em Jogos Mortais 2. Outra referência também de SAW, são as diversas armadilhas espalhadas em toda nave e o assassino citando as regras, através de uma tela com transmissão ao vivo.


Certamente, aqui estão presentes todos os grandes clichés do gênero, mas levando em consideração que esse é o primeiro trabalho cinematográfico de Harry (de acordo com minhas buscas pela Internet), podemos dizer que ele começou muito bem. Aqui encontraremos não só efeitos especiais "gore", mas também, uma porção de efeitos visuais em CG (Computação gráfica), tais como animações em 3D da aeronave sobrevoando o espaço. Spaceship Terror é uma mistura de Jason X com SAW, onde as vítimas são mortas uma a uma em um sádico jogo de gato e rato. O interior da nave especial foi criado com riqueza de detalhes, chegando a tal ponto de nem parecer filme independente. Mas, aparentemente, parece que todo o investimento do filme foi gasto nas cenas de computação gráfica. Os efeitos especiais são ótimos, mas as cenas de tortura não atendem aos requisitos de fãs de "Torture Porn". Mãos e pés cerrados, cabeça decepada, um torso de um homem suspenso por uma algema, fluidos de sangue espalhados por toda nave, um assassino e seis gostosas, são as principais características deste filme. As únicas cena de tortura explícita que aparece em cena, é de uma mulher levando choque e de uma outra que sofreu tortura sexual, chegando a tal ponto, de ter suas pernas amputadas.


Para o futuro, eu espero ver um pouco mais de Harry Tchinky e a Harwen Productions LLC em ação, pois esse filme apesar de seus altos e baixos, foi uma das produções independentes mais incríveis que eu assisti no ano passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qualquer tipo de comentário é bem-vindo, desde que tenha alguma relação com o texto. Por favor, informe links quebrados!

This site does not store any files on its server. We only index and link to content provided by other sites.