quarta-feira, 16 de março de 2016

Muzan E (Celluloid Nightmares) - 1999

Muzan-e: AV gyaru satsujin bideo wa sonzai shita! (1999)

Sinopse: Uma repórter está fazendo uma matéria sobre filmes pornô underground. Em meio a sua pesquisa, ela se depara com uma fita VHS onde é mostrado uma mulher sendo brutalmente assassinada por dois homens encapuzados. A repórter decide investigar a origem do Snuff film, mas os produtores responsáveis pelo filme parecem não apreciar muito essa ideia.

Para quem nos acompanha a muito tempo, já deve ter visto algumas resenhas sobre filmes extremos japoneses. Pois bem... o filme da vez se chama Muzan E (a.k.a Celluloid Nightmares) e faz parte desta linhagem absurda de filmes cheio de sadismo e perversão sexual estilo Psycho: The Snuff Reels. A resenha abaixo contém Spoiler significativos sem revelar o desfecho final da trama, é claro.


Muzan E é estrelado por Yûki Emoto, interpretando uma repórter que está fazendo um documentário para TV sobre filmes pornô underground. O seu ponto de partida, é uma loja especializada em filmes sobre fetiche e sexo extremo. ela fala um pouco sobre esse filmes Underground AV (Adult Video), mostrando as VHS para o espectador, mas a câmera faz uma "pixelada" na capa, borrando os rostos das atrizes. 

O filme mostrar a repórter indo para diversos lugares, fazendo entrevistas e coletando informações para enriquecer o seu controverso documentário. Nesse meio tempo, é mostrado uma cena de extreme fetish com menstruação. Você pode até achar isso estranho, pois eu também acho, mas realmente existem homens que sentem muito prazer por mulheres menstruadas. Na cena de "fetiche", um homem e uma mulher estão dentro de uma banheira cheia de água. Ele introduz o dedo dentro da vagina dela, fazendo muito sangue sair e se misturar com a água da banheira. Já em outro momento, o mesmo ator pornô está fazendo sexo oral na atriz, mas na verdade, o homem está absorvendo todo o sangue vaginal dela com a boca. Ele cospe o sangue menstrual da atriz várias vezes. Essa cena é real? Não sei e nem quero saber...


O vídeo "pornô" de extreme fetish com menstruação, é assistido pela repórter. Ela decide investigar como são feitos tais filmes, indo até uma produtora underground que trabalha com esse tipo de material.

Para quem gosta de perversão sexual, esse filme possui boas cenas entre seus 65 minutos de duração. Muzan E é extremo, mas ao mesmo tempo, um pouco tedioso por causa do seu formato de falso-documentário sem legendas. Quando a repórter está nos bastidores para ver como são feitos a maioria dos filmes de sexo extremo, ela fica completamente chocada. Dois atores estão dominado uma mulher sobre a cama, todos o elenco estão apenas com roupas de baixo. Um dos atores agarra a atriz, enquanto o segundo retira a calcinha dela para remover o seu tampão menstrual com os dentes. A "rolha" é colocada dentro da boca da atriz contra a sua própria vontade. Na sequência, ele faz sexo oral nela para absorver o seu sangue menstrual, coloca o dedo dentro dela (gerando mais sangue ainda), lambe o dedo e finalizar a cena fazendo "sexo sangrento". A cena é tão forte de tal forma, que a repórter não consegue mais olhar para eles a partir dai.

Todo o sangue usado em Muzan E, é bem realista. Não só o sangue, mas também todos os atores são bem convincente em seus papéis. Quando a cena termina, a repórter entrevista o diretor e parte do elenco.


O filme vai ficando pior conforme a protagonista vai mergulhando nesse obscuro universo do cinema underground e Snuff Movies. Ela recebe um envelope de um homem misterioso que não quer ser identificado, enquanto que o seu cameraman tenta filmar esse momento discretamente. Dentro do envelope existe algum tipo de carta e uma fita VHS sobre o assassinato de uma mulher, que é mostrado logo na sequência. 

Essa é de longe a mais chocante cena de todo o longa. Uma mulher é orientada a entrar dentro de um carro junto com dois homens. É interessante ver que todos os envolvidos no vídeo, estão com um borrão na cara para não serem identificados (o que aumenta ainda mais o realismo do filme). Ela é abordada e levada à força até uma velha casa perto de lugar nenhum. A vítima sofre violência física e uma série de humilhações nas mãos de seus agressores, até o momento de sua morte visceral que é antecipada com a palavra WARNING em vermelho na tela. Eu prefiro não entrar em muitos detalhes sobre essa cena, caso você queira ver esse filme. A repórter corre para vomitar, após assistir a cena snuff.


O final do filme é carregado de ironia (muito parecido com o do argentino Snuff 102), onde o falso snuff abre espaço para o real snuff, entendeu?

Muzan-E é um filme recomendado para os fãs de Niku Daruma, seguindo a mesma linhagem de dezenas de outros filmes doentes vindo do Japão e Category 3 films.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Filmes Perturbadores é um WebSite com resenhas dos filmes mais perturbadores de todos os tempos, além de fazer algumas analises de filmes underground, Exploitation, Horror Brasileiro e filmes de terror asiáticos.

qualquer tipo de comentário é muito bem-vindo, desde que tenha alguma coisa à ver com o Filme. ;)