quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Mangue negro (Mud Zombies) - 2008

Sinopse: Certo dia, em uma comunidade de pescadores e catadores tão pobre quanto fora do tempo, a natureza resolve mostrar seu lado macabro. Do manguezal de onde sai o mísero sustento emergem zumbis canibais. Ninguém sabe o que causa a “contaminação”. O que importa é fugir e sobreviver para fugir de novo. A cada mordida, pais, amigos e irmãos se transformam em criaturas abomináveis. Diante de um horror que não recua nem com a claridade do dia, que não poupa sequer peixes e crustáceos, um sobrevivente relutante e amedrontado se descobre hábil com o machado – e péssimo na hora de se declarar para a morena que faz seu coração bater.
O filme foi todo filmado em uma vila de pescadores conhecida como pirocão, em Guarapari, Espírito Santo. A trama gira em torno de um mangue que esta contaminado por causa da poluição - algo que também está acontecendo na vida real - e de um bando de zumbis que brotam misteriosamente do mangue. esses zumbis na verdade são pescadores ou moradores das redondezas que foram mortos atolados na lama e retornaram a vida sem qualquer explicação lógica, isso não é explicado no filme. o tímido Luís da Machadinha (Walderrama Dos Santos) é o herói de todo o longa, ele é apaixonado pela Raquel, a Lavadeira interpretada por Kika Oliveira. juntos com Agenor dos Santos (Markus Konká), o trio tenta escapa com vida  dos zumbis que emergem das entranhas do mangue em busca de carne humana.
A violência gráfica do filme é algo lindo de se ver, Quem é fã de ver um bom sangue cenográfico saindo a litros vai ficar feliz com a quantidade que existe aqui. o diretor Rodrigo Aragão cresceu  vendo filmes de Sam Raimi e Peter Jackson por isso é possível notar uma certa semelhança em seu trabalho "Mangue Negro" com os clássicos "Uma Noite Alucinante" (Evil Dead) e "Fome Animal".

Sobre as atuação das personagens, o destaque maior vai para o sábio pescador Agenor dos Santos, é ele que introduz o filme e seus diálogos foram muito bem escritos. já a pior atuação em cena vai para a Dona Benedita interpretada por André Lobo (!), mas que ainda assim ganha ponto pois afinal, fazer filmes de terror no brasil não é nada fácil devido ao grande preconceito contra quem faz filme do gênero. todos os atores são desconhecidos, por isso certas atuações podem parecer bem amadoras.
"Mangue Negro" foi o primeiro longa-metragem de Rodrigo Aragão, e custou em torno de R$ 50 mil. Os efeitos especiais e a maquiagem de "Mangue Negro" ficaram por conta do próprio diretor Rodrigo Aragão. Em uma entrevista, o diretor afirmou que foi autodidata e aprendeu as técnicas através de repetidas tentativas e assistindo filmes e "making off" de filmes. O resultado lhe valeu o prêmio de efeitos especiais e direção em vários festivais, o filme recebeu o "Prêmio Audiência do Rojo Sangre", na Argentina, e fez parte da seleção oficial do "Sci Fi London" na Inglaterra. o filme Mangue Negro é apenas o primeiro de uma trilogia do terror lançado pela Fabulas Negras, onde a temática do filme normalmente aborda o meio ambiente ou uma lenda local. eu recomendo muito que vejam não só este filme mas todos os trabalhos de Rodrigo Aragão,  que na minha opinião é um dos grandes mestre do terror brasileiro ao lado de Petter Baiestorf, José Mojica Marins e Ivan Cardoso.

Curiosidades:

Essa produção do nosso cinema underground custou em média 50 Mil reais para ser produzido e foi destaque  em diversos festivais de cinema no mundo á fora. na época em que foi lançado para DVD, "Mud Zombies" (como é conhecido nos Estados Unidos) foi vendido nos EUA, Holanda, Bélgica, Alemanha e Japão. aqui no brasil Rodrigo Aragão correu atrás de 20 distribuidoras para lançar o seu filme para o cinema ou direto para DVD e nenhuma delas aceitaram a proposta.

Um comentário:

Qualquer tipo de comentário é bem-vindo, desde que tenha alguma relação com o texto. Por favor, informe links quebrados!

This site does not store any files on its server. We only index and link to content provided by other sites.